jump to navigation

Tempo de confirmação de uma transação Bitcoin 5 de Fevereiro de 2016

Posted by Rafael in Transações Eletrônicas.
trackback

Continuando nossa série de artigos sobre o bitcoin, agora trataremos alguns detalhes e problemas do funcionamento do bitcoin como meio de pagamento.

Proteção contra gasto duplo

Proteção contra gasto duplo é uma das características mais importantes do dinheiro, seja ele tangível ou virtual. No mundo real não temos um problema semelhante porque não se pode dividir uma cédula. Atente para o fato de não estarmos tratando de falsificação de moeda, e sim da possibilidade de uma pessoa gastar duas ou mais vezes a MESMA moeda, logo trata-se de um problema diferente. Você até pode cortar uma cédula ou moeda no meio, porém apenas a que possuir mais de 50% do material original ainda manterá seu valor. 

Porém, no mundo virtual temos o famoso CRT+C, CRT+V. Os bits podem ser simplesmente copiados infinitas vezes sem nenhuma perda de fidelidade ou possibilidade de detecção. Esse problema certamente tira o sono da indústria fonográfica e cinematográfica, e até hoje não temos uma solução definitiva.

Então como o bitcoin implementa a proteção contra o gasto duplo? A primeira linha de defesa é o fato do bitcoin possuir um registro de todas as transações em um banco de dados chamado blockchain, que nada mais é que o encadeamento de blocos. Como vimos, as transações são enviadas para os demais participantes da rede e ficam em uma fila esperando processamento, que é a agregação dessa transação específica com outras formando um bloco que precisa ser resolvido. Ao resolver esse bloco, o participante, normalmente chamado de minerador, envia o bloco para os demais participantes da rede para conferência da solução, e se estiver tudo certo, o bloco é acrescentado ao encadeamento de blocos (blockchain).

Assim, o blockchain é o equivalente ao Livro Razão da contabilidade, que mantém um registro de todas as transações, sendo que não há nomes, mas endereços de origem e destino das transações. Se você quiser saber quantos bitcoins um endereço possui no momento, basta consultar o blockchain e contar todos as transações com esse endereço de destino. Um leitor atento pode imaginar que o problema estaria resolvido, pois como todas as transações estão registradas e acessíveis em tempo real. Não haveria como um agente mal-intencionado gastar duas vezes a mesma moeda, pois o primeiro gasto criaria um registro transferindo a posse que inviabilizaria a o gasto posterior.

OBS: Antes de continuar, se alguém ficou curioso para olhar a conta bancária (em bitcoins) dos vizinhos, seguem alguns sites interessantes:

  • Blockchain.info informa os balanços de qualquer endereço bitcoin,
  • bitcoinrichlist.com mostra os endereços com maior balanço, os verdadeiros ricaços da rede. Se não fosse a dificuldade em ligar uma pessoa ou empresa a um endereço (o famoso anonimato da moeda), as Marias-Bitcoin não teriam dificuldade em achar suas almas gêmeas no futuro…. 🙂

Bem, voltando ao que importa, conforme explicado em um post anterior, existe uma “anomalia” que pode ocorrer no blockchain que gera uma bifurcação na cadeia (fork), e os blocos do caminho mais curto serão eventualmente abandonados e não terão validade. Essa “anomalia” abre espaço para o gasto duplo. Considere o seguinte cenário improvável: Um agente mal intencionado com controle de mais de 50% do poder computacional agregado dos participantes da rede pode construir um caminho alternativo que se tornará o mais longo, cancelando transações de seu interesse no caminho mais curto.

Tempo de confirmação

Então chegamos à conclusão que o que garante a validade e a proteção contra o gasto duplo de uma transação no bitcoin é a profundidade de seu bloco. Ou seja, quanto maior o número de blocos que são acrescentados ao topo do bloco dessa transação em questão, maior a dificuldade de se criar uma cadeia de blocos maior do que a naturalmente criada. Em resumo, quanto mais “enterrado” está seu bloco, mais difícil será desenterrá-lo para desfazer a transação. Lembre que os blocos são criados com um algoritmo de prova de esforço calibrado para que somente sejam gerados 6 (isso mesmo, SEIS) blocos por hora em toda a rede, então haja tempo e trabalho para refazer uma cadeia inteira!Uma nomenclatura comum é chamar de “confirmação” cada bloco adicionado à cadeia.

Um senso comum é que uma transação  torna-se irreversível após ser “enterrada” embaixo de seis blocos, ou após seis confirmações, o que seria por volta de uma hora, mas isso varia por implementação.

Dúvidas, críticas, sugestões, desabafos, propaganda, spam, recados de amor para alguma Maria-Bitcoin de plantão? O botão de comentário está aí para isso.

#soquenao.

🙂

Advertisements

Comentários»

1. Tiago Silva - 23 de Fevereiro de 2017

Ola, tenho uma transação com 13 confirmações mais ainda não creditado em conta porque ?

Rafael - 23 de Fevereiro de 2017

Se o endereço de destino é realmente o seu e há confirmações, os bitcoins já são seus. Não existe o conceito de creditar em conta.

2. Debora Marques - 28 de Fevereiro de 2017

Tem como rastrear uma transação até estar disponível em carteira?

Rafael - 28 de Fevereiro de 2017

Se você rastrear a transação no Blockchain, ela estiver direcionando a saída para seu endereço e não estiver gasta por outra transação, os bitcoins são seus e de quem mais possuir a chave privada. Não existe um passo adicional até a carteira, a carteira simplesmente lê o Blockchain.

3. Pedro Yamazaki - 4 de Abril de 2017

Tenho duas transações com 4 confirmações e estão como (não gasto). mesmo que os bitcoins ja sejam meus , se eles nao aparecem em minha carteira de btc, como vou utiliza-los ou resgata-los?

Rafael - 9 de Abril de 2017

Tente sincronizar outra carteira.

4. Kaique - 13 de Abril de 2017

Olá, é normal passados 1 dia constar na minha carteira que eu uso (Coinbase) que um pagamento está pendente e com nenhuma confirmação? Digamos que na pior das hipóteses, pode demorar quantos dias para ser confirmado?

Rafael - 13 de Abril de 2017

Uma transação contém a taxa de processamento que é definida pelo criador da transação e é coletada pelo minerador que incluiu essa transação em um bloco. Em geral, os mineradores processam as transações com maior taxas primeiro pelo incentivo econômico óbvio. Se sua transação não definir uma taxa adequada com a taxa vigente na rede, ela pode nunca ser processada (pior caso).
Recomendo que verifique a taxa definida em sua transação. Se ela estiver muito baixa, você pode enviar uma nova transação que realize a mesma transação, porém com uma taxa mais alta.

5. Alguns sites para acompanhar o andamento de uma transação Bitcoin – Guia do Bitcoin - 20 de Abril de 2017

[…] Informações detalhadas sobre o tempo de confirmação de uma transação: Blog Rafael Sarres […]

6. Patricia - 10 de Maio de 2017

Boa tarde,
Enviei bitcoins da carteira blockchain para uma outra carteira e já tem mais de doze horas e não teve nenhuma confirmação, quanto tempo demora para confirmarem a transação?

Rafael - 10 de Maio de 2017

Depende do congestionamento da rede e de sua taxa de transação.

7. Patricia - 10 de Maio de 2017

E eu posso cancelar essa transação e enviar os bitcoins de novo com uma taxa maior?

8. Rafael - 10 de Maio de 2017

Não tem como cancelar, mas há processo semelhante. Você pode enviar novamente com uma taxa maior, a primeira que for processada invalida a outra por double spend.

9. Josualdo Vasconcelos - 15 de Maio de 2017

Foi feito a transferência da Blockchain para minha carteira XAPO, já fazem mais de 15 dias, é possível que não chegue mais na minha carteira? pode ter ocorrido algum problema que esteja impedindo essa negociação? Por favor, amigo, me oriente como devo resolver esse problemas.(eu acompanho todos seus artigos. Bitcoin é um mundo complexo, mais estou me esforçando para entende-lo).

Rafael - 15 de Maio de 2017

Provavelmente sua taxa de transação é muito baixa. A rede está congestionada. Tente reenviar com uma taxa mais alta. Sim, é possível que a transferência nunca seja concretizada.

10. Tempo de confirmação de uma transação Bitcoin: parte 2 | Blog do Professor Rafael Sarres - 15 de Maio de 2017

[…] parece que a área de comentários de meu post sobre o tempo de confirmação de uma transação bitcoin virou uma filial do help-desk  das […]


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: